Search

Videondança Mulheres de Linha

videodança

CURTA. EXP. COR. 2017

sinopse
No sertão do Brasil central, morada de berço d´água, árvores tortas e medicinais, onde a poeira benze e o fogo faz renascer sua flora e fauna, existe um universo criado e mantido por mãos femininas. Um mundo de várias. Um mundo de linhas. E nas linhas das fiações, tecelagens e bordados do sertão adentro dos Gerais, uma trama de narrativas femininas permeada por cantorias, musicalidade, festas. Um modo de (re) existirem como mulheres cerratenses.

Ao entrelaçar cinema e dança, o filme traz um modo de experienciar o Cerrado pelas mãos das fiandeiras, tecelãs, tingideiras e bordadeiras da região do Vale do Rio Urucuia, a noroeste de Minas Gerais. A entrada é gratuita.

A iniciativa foi contemplada pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2015, tem parceria com a Mandra Filmes Produções e apoio institucional da Licenciatura em Dança da UFG. A filmagem foi realizada na comunidade de Ribeirão de Areia e na Vila de Sagarana, localidades integrantes do Vale do Rio Urucuia (MG), e teve como participação especial a fiandeira Conceição Lorença Leite e a dançadeira Ladyjanne Macedo. A trilha sonora ficou a cargo do mestre rabequeiro Sebastião Rodrigues Pereira, da comunidade de Ribeirão de Areia.

Mulheres de Linhas é resultado de uma travessia de pesquisa e criação cênica em dança feita pela bailarina Maria Fernanda Miranda entre 2015 e 2016. Sensibilizada com a possibilidade de relação dialógica entre a arte e as questões socioambientais que envolvem o Cerrado, ela adentrou o Vale do Rio Urucuia em busca das mulheres e suas criações manuais com as linhas. Assim, teceu uma dramaturgia em dança a partir dos afetos vividos no corpo.

De acordo com Maria Fernanda, o título do trabalho é uma atribuição carinhosa a todas as mulheres que encontrou pelo caminho. “Elas lançam um modo de viver e de perceber o mundo pelas linhas, estabelecendo relações entre si, com a comunidade e com a paisagem cerratense. São linhas que as formam, que as criam, que por elas são lançadas para esse entrelaçar com o outro. Sendo esse outro também a paisagem, os bichos, o vento, o sol, a chuva, o tecido, a agulha, a roda, o tear”, apresenta.

Ficha Técnica:

Direção geral e pesquisa: Maria Fernanda Miranda
Direção Cênica: Renata Lima
Roteiro: Paulo Miranda e Maria Fernanda Miranda
Direção de Fotografia: Diego Zanotti
Captação de Audio: Guilherme Nogueira
Montagem: Paulo Miranda
Edição de Audio: Guilherme Nogueira e Thiago Camargo
Figurino: Renata Caetano
Trilha: Mestre Sebastião Rodrigues Pereira
Interpretes-criadoras: Tainá Barreto e Maria Fernanda Miranda
Participação especial: Ladyjane Macedo
Fiandeira Convidada: Dona Conceição Lorença Leite

Apoio Institucional: FACULDADE EDUCAÇÃO FISICA E DANÇA; LICENCIATURA EM DANÇA IFG Campus Aparecida.